Bones

Música
As melhores músicas de todos os tempos
8 de janeiro de 2020 at 22:22 0

É engraçado ouvir novamente uma música que você gostava muito depois de alguns meses, ou anos, sem ouvir: a experiência pode ser emocionante, ou frustrante. No caso de “New Rules”, grande sucesso de Dua Lipa que está chegando em dois bilhões de visualizações no YouTube, a surpresa foi fantástica: ela era ainda muito melhor do que eu lembrava, um verdadeiro clássico moderno.

A experiência de ouvir de novo “New Rules” me fez imaginar este texto, chamado pomposa e falsamente de “As melhores músicas de todos os tempos”, e fiquei pensando numa nova lista de músicas preferidas – sim, eu amo listas.

Durante muitos anos eu dizia para todo o mundo que a minha música preferida era o último movimento do ciclo de “A canção da terra”, de Gustav Mahler, chamado de “O Adeus” (Der Abschied). A edição que eu tinha, ainda em vinil, era com a Jessie Norman como solista deste incrível lied sinfônico – triste, lento e poderoso – com a London Symphony Orchestra regida por Sir Colin Davis. Lembro como se fosse hoje que fiquei uns quarenta minutos na loja me perguntando por que eu queria comprar este disco só pela capa – que é linda mesmo, como se pode ver pela imagem que acompanha este texto.

Já tinha tentado gostar de Nick Drake, indicado por um conhecido, mas só quando ouvi “Day is done” compartilhado pelo meu amigo Arthur Vicente Cordeiro entendi por que este cantor que não fez sucesso em vida, mas que é adorado hoje, é tão bom. Eu ouvia sem parar a faixa achando que iria parar de gostar dela – eu já tinha tentado gostar de Nick Drake, né – mas nunca rolou de eu deixar de amar "Day is done", até hoje.

Postei recentemente que “You know you’re right”, do Nirvana, era minha música preferida, então ela tem que ser citada aqui. Antes dela, minha preferida era “Boxers”, de Morrissey, também lembrada. Sou meio obrigado a colocar Ashley All Day em qualquer lista que eu faça, e “Obsessed”, com Kiiara, é a lembrada da vez.

“rockstar”, com Post Malone e 21 Savage, é outro sucesso monstruoso na linha de “New Rules” - com todo merecimento, aliás. O videoclipe da canção, cheio de sangue assumidamente falso, é outro clássico.

Lembro como se fosse hoje do choque que tive ao ouvir o início de “CtrAltDelete”, de Bones, que, sem exagero, se repete a cada nova ouvida desta maravilha – um caso raro de clássico instantâneo do Elmo que não tem videoclipe. Ainda no assunto “exagero”, confesso que lacrimejei diversas vezes ouvindo a ária “Ach, mein Sinn”, da Paixão Segundo São João de Johann Sebastian Bach.

Finalmente, “Oh yeah”, do Roxy Music, é a “nossa música”, minha e da Valéria Müller, a quem eu amo exageradamente.

Haha, ficou brega esse final. Não pelo exagero do amor, mas “nossa música” é coisa de gente brega.

Aqui está o link para a playlist no Spotify: https://open.spotify.com/playlist/5Zz91ZHuYgezfzLOc8QuIQ?si=qPO0EdStTZC-xfTUiDXhDw

Leia mais +
Minha retrospectiva musical – 2018
Música
Minha retrospectiva musical – 2018
12 de dezembro de 2018 at 08:36 0
2018 foi o ano em que eu conheci Bhad Bhabie e Juice WRLD, uma cantora e um cantor de rap que logo se transformaram em favoritos da casa. (mais…)
Leia mais +
As onze melhores de Bones
Música
As onze melhores de Bones
15 de julho de 2018 at 18:43 0
Estava ouvindo Bones com a Valéria no carro quando tocou “Spirulina”, um rap hipnotizante e poderoso, acompanhado por um clipe sombrio. Falei para ela que esta música entraria numa lista de dez melhores músicas do Bones... mas não tinha pensado nas outras. Ainda. (mais…)
Leia mais +
HIPÓLITO NECROMVNTE
Música
HIPÓLITO NECROMVNTE
11 de julho de 2018 at 22:13 0
HIPÓLITO NECROMVNTE é um rapper de 21 anos residente em Belo Horizonte. Ele está lançando seu primeiro álbum pelo Soundcloud, “SINESTESIA” (https://soundcloud.com/santacadaver/sets/sinestesia), um negócio impressionante, pesado, hipnótico. Não faz feio na ótima cena do rap alternativo atual ($uicideboy$, Bones, ZillaKami x SosMula, Ashley All Day). (mais…)
Leia mais +
Alguns vídeos do Bones
Música
Alguns vídeos do Bones
15 de fevereiro de 2018 at 20:47 0
Os clipes são parte fundamental da arte de Bones, como os fãs sabem. A utilização do VHS e de diferentes técnicas faz com que seja quase tão legal esperar por seus clipes quanto por seus álbuns. Apresento aqui uma relação de dez vídeos (com os links correspondentes) que dão uma boa ideia deste lado do talento do cara: (mais…)
Leia mais +
Bones: Failure
Música
Bones: Failure
23 de janeiro de 2018 at 23:04 0
Depois da vinheta inicial, a mixtape “Failure”, lançada por Bones em outubro do ano passado, diz a que veio, na poderosíssima “Hi-Fi” (“Bones, o deus do microfone”). A coisa continua no mesmo nível na viajante “Supressor”, que conta uma história de perseguição numa “noite como nenhuma outra”. A seguinte, “GetAGrip”, com sua base pesada, mantém o nível extremado deste disco: quando Bones diz “tic, toc, tic, toc, tic, toc, seu tempo acabou”, ele parece estar realmente falando a sério. Mais uma vinheta (“GetAGrip”) depois, chegamos na hipnótica “Mulch”, uma das melhores do álbum, em que Bones conta sobre seu sucesso e de sua casa nova numa região de classe alta, por mais que os vizinhos tenham medo dele , porque sabem que ele “não parece pertencer ao lugar”.  “Deadline” é um pouco mais “normal” para o padrão do rapper, que se queixa que “não existe tempo suficiente no dia”, para falar tudo o que tem a dizer. A sombria “YouFeelingLuckyPunk?” (“não tente a sorte, vadia, você não é uma das nossas”) é outra das melhores da mixtape. A próxima é “Ressurrection”, que é o único clipe de “Failure”: Bones canta na rua à noite, no frio, junto com amigos - um deles é Fred Durst do Limp Bizkit. “SometimesTheUglyTruthCanBeBeautiful” é outra ótima faixa, assim como “HolySmokes”. (mais…)
Leia mais +
“Unrendered”, de Bones
Música
“Unrendered”, de Bones
22 de outubro de 2017 at 18:28 0
Lembro nitidamente do impacto da primeira audição das três primeiras faixas (sem contar a vinheta inicial, “Importing”) da mixtape “Unrendered”, lançada por Bones em abril de 2017: “CtrAltDelete” (em que ele canta “eu prefiro ser aquele que eles odeiam do que aquele que eles acham que é amigável”, frase muito mais verdadeira que qualquer “Imagine” da vida), “SystemPreferences” e “MissingProjectFiles”: a primeira é uma das melhores músicas de toda a carreira do rapper, com um tema melancólico inesquecível ao fundo; a segunda é um rap de impacto hipnótico que Bones faz como ninguém; e a terceira tem uma levada repetitiva e suave que faz com que o ouvinte tenha vontade de colocá-la no repeat por dias. Sem exagero, um LP só com essas três faixas bastaria (e como!) para justificar seu lançamento. E tem os clipes, claro: no sensacional “TakingOutTheTrash”, gravado de maneira convencional, Bones anda em meio à sujeira embaixo de um viaduto – parece São Paulo, aliás – enquanto canta que nunca usa Xanax porque “comprimidos são para otários” – o que deixou $crim, dos $uicideboy$, irritado porque achou que esta era uma indireta de Bones à sua (maravilhosa, na minha opinião) banda; já “SunnyDay” mostra Bones, em VHS, num casarão que deve ser aquele em que está morando em Los Angeles: sim, o homem ficou rico (e não foi por falta de torcida minha!) e agora vai fazer turnês pela Rússia e União Europeia. (mais…)
Leia mais +