Chico Buarque

“Budapeste” e “Leite Derramado”, de Chico Buarque
Literatura
“Budapeste” e “Leite Derramado”, de Chico Buarque
8 de junho de 2015 at 07:08 0
Até pelo fato de o húngaro ser um raro idioma ocidental de origem não-indoeuropeia, ele é tão difícil de aprender que é considerado o “único idioma que o diabo respeita”. Possivelmente é a complexidade da língua que fascina o ghost-writer (segundo a Wikipedia, é a pessoa que, tendo escrito uma obra ou texto, não recebe os créditos de autoria: estes ficam com aquele que o contrata ou compra o trabalho) José Costa. E que ghost-writer! O personagem principal de “Budapeste”, romance de Chico Buarque, escreve “monografias e dissertações, provas de medicina, petições de advogados, cartas de amor, de adeus, de desespero, chantagens, ameaças de suicídio”. José Costa foi se aperfeiçoando no ofício, e logo já estava publicando artigos em jornais de grande circulação, em nome de gente como o presidente da Federação das Indústrias, o ministro do Supremo Tribunal Federal, o cardeal arcebispo do Rio de Janeiro. (mais…)
Leia mais +
O irmão alemão, de Chico Buarque
Literatura
O irmão alemão, de Chico Buarque
30 de maio de 2015 at 23:07 0
Chico Buarque foi meu grande ídolo musical na fase de saída de infância, entrada na pré-adolescência. Lembro que, assim que comprava seus discos, passava horas com os encartes tentando decorar as suas letras (normalmente decorava-as todas). (mais…)
Leia mais +