Deus, essa gostosa, de Rafael Campos Rocha
Literatura

Deus, essa gostosa, de Rafael Campos Rocha

29 de novembro de 2020 2

Pode ser que você tenha visto nas redes sociais a historinha do John John, um cachorro obcecado por comida e com delírios de grandeza. A ideia do personagem, baseado no nosso schnauzer vira-lata de mesmo nome, é do André Curtarelli, namorado da minha filha Teresa. Acabei pedindo ajuda para minha mentora e amiga Juliana Frank (sem a qual eu teria abandonado a ideia de escrever novos livros) e começamos o projeto. O fato é que, nas reuniões de roteiro, praticamente só o André e a Juliana dão ideias, e eu e a Teresa acabamos só organizando as coisas – é “produtores” que fala?

Desde o início, minha ideia era chamar o Rafael Campos Rocha para desenhar a história, e por sorte ele gostou da ideia! Mais do que isso, não só o projeto está ficando bom demais – posso elogiar, já que basicamente nenhuma ideia e nenhum desenho ali são meus – como o Rafa desenhou o John John exatamente do jeito que eu imaginava.

Enfim, por que eu quis que o Rafael Campos Rocha fosse o desenhista da nossa história? Porque eu amo “Deus, essa gostosa”, uma HQ ilustrada e roteirizada por ele, publicada pela Quadrinhos na Cia. em 2012. Ele mesmo me avisou que havia sido publicada uma outra HQ da mesma personagem (“Deus aos domingos”), publicada pela Veneta em 2018 – e é claro que a comprei assim que pude!

O personagem Deus de Rafael Campos Rocha – que também apareceu na Folha de São Paulo – é uma mulher linda, negra, sexualmente ativa e que passa boa parte do tempo sem roupa. Não é um velho sádico como o Deus de Allan Sieber, mas é Deus mesmo, sério, compenetrado, responsável, e frequentemente de saco cheio com os humanos – como Ele mesmo deve ser, afinal de contas.

Além de as histórias serem ótimas e divertidas, a junção de um Deus de comportamento ao mesmo tempo inesperado (sexualmente ativo) e esperado (responsável e compenetrado) mostra a beleza da liberdade artística – liberdade esta que tento também utilizar nos meus escritos.

0

There are 2 comments

  • HORACIO SENDACZ disse:

    Interessante, como todos os comentários e análises do Fabrício.

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *