Davi em 1 Samuel
Religião

Davi em 1 Samuel

23 de maio de 2016 1

A primeira vez em que Davi é citado no livro bíblico 1 Samuel é no capítulo 16. Contextualizando: Deus não queria que um rei fosse ungido em Israel, mas o povo queria um e Deus, através do profeta Samuel, acabou escolhendo Saul para o posto. Por não ter obedecido perfeitamente ao Senhor, Deus se cansou de Saul e mandou Samuel procurar o novo rei entre os filhos de Jessé. No dia da escolha, como Davi era o mais novo, o seu pai já estava esquecendo-se dele: mas efetivamente o escolhido foi Davi.

Enquanto aconteciam estas coisas, Saul continuava rei em Israel. Para espantar o espírito mau que frequentemente o atormentava, ele pediu que algum bom instrumentista de harpa viesse tocar para ele, e Davi foi o chamado. A cada vez que ele tocava harpa para o rei, o espírito mau se retirava de Saul.

No capítulo seguinte, o gigante filisteu Golias desafia Israel – sua proposta é simples:

Para que saireis a ordenar a batalha? Não sou eu filisteu e vós servos de Saul? Escolhei dentre vós um homem que desça a mim. Se ele puder pelejar comigo, e me ferir, a vós seremos por servos; porém, se eu o vencer, e o ferir, então a nós sereis por servos, e nos servireis.

Davi se propõe à batalha e, com uma funda e uma pedra, vence Golias e dá a vitória aos israelenses. O filho de Saul, Jônatas, faz uma aliança com Davi. Este também passa a liderar Israel em uma série de batalhas contra os filisteus, a ponto de as mulheres passarem a cantar:

Saul feriu os seus milhares, porém, Davi os seus dez milhares

Tudo isso fez Saul passar a ficar com medo de Davi, já que percebeu que o Senhor o tinha abandonado em favor do filho mais novo de Jessé. Para tentar acabar com a vida de Davi, Saul lhe oferece a filha, Mical, em casamento: o rei não pede nenhum dote, mas cem prepúcios de filisteus mortos em batalha. Saul, claro, tinha certeza de que Davi seria morto – mas este conseguiu o que queria: os cem prepúcios e a mão de Mical, que o amava.

Começa então a perseguição que vai durar praticamente todo o restante de 1 Samuel. O rei, cheio de inveja do filho de Jessé, tenta matá-lo de todos as maneiras possíveis. Durante esta verdadeira caçada, Davi tem a ajuda de Jônatas, é obrigado a fugir, passa temporadas no deserto e encontra abrigo junto a Acquis, filho de Maoque, rei de Gate, onde volta a matar filisteus. No meio da caçada, Saul chega a se arrepender de perseguir Davi, pede desculpas, mas logo volta a persegui-lo. Em duas ocasiões, inclusive, o rei esteve totalmente desprotegido sob as mãos de Davi, que não quis matá-lo.

A caçada só acaba no final de 1 Samuel, quando Saul morre. A reação de Davi é apresentada no primeiro capítulo do próximo livro da Bíblia, 2 Samuel.

A relação conturbada entre Saul e Davi é uma das mais complexas – se não a mais complexa – de toda a Bíblia. Ela está longe de ser uma luta do bem contra o mal, já que o invejoso Saul era chamado de ungido de Deus por Davi – que, quando pôde, não matou o adversário por causa disso.

Uma história fascinante e estranha.

(textos bíblicos obtidos aqui)

0

There is 1 comment

  • Alan disse:

    Errado, a primeira vez em que Davi é citado na biblia é em Rute 4, 17, 18

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *