Janelas, canteiros vivos,
O canto do órgão entra.
Sombras dançam no muro,
De maneira estranha, a ronda louca.

 

As moitas queimando voam com clareza,
Um enxame de moscas vibra.
No campo as foices ceifam
E uma água antiga canta.

 

Quem com seu sopro me acaricia?
Sinais loucos de andorinhas.
No infinito baixinho escoa
A grande floresta dourada.

 

Chamas brilham nos canteiros.
A ronda louca se exalta
Sobre a parede amarela.
Alguém olha na porta.

 

Incenso e pera cheiram bem,
Vidro e arca se obscurecem.
Queimando lentamente, a face
Se inclina em direção às estrelas brancas.

 

(Em um quarto abandonado, de Georg Trakl – traduzido da versão francesa de Jacques Legrand)

Em um quarto abandonado, de Georg Trakl
Limite, de Mário Peixoto
Cinema
Limite, de Mário Peixoto
12 de abril de 2015 0
Já nem lembro direito há quanto tempo assisti Limite, de Mário Peixoto, pela primeira vez. Mas lembro que saí de lá com cara de trouxa. Assim como tinha saído da Cinemateca tantas vezes com cara de trouxa, saí da sessão, mais uma vez, com cara de trouxa. Eu acho que tinha assistido uma documentário sobre […]
Leia mais +
Dawson’s creek
Televisão
Dawson’s creek
11 de abril de 2015 0
Daqui a quarenta e cinco minutos, se tudo correr bem, recomeça o Dawson’s Creek. Para quem não sabe, este é um seriado que passa numa cidadezinha do interior, onde alguns adolescentes, como direi, “vivem a vida”. Como quase todos os adolescentes, aqueles de Dawson’s Creek namoram, se relacionam, têm amizades – as amizades vêm e vão, […]
Leia mais +
Boas pessoas, de Nir Baram
Literatura
Boas pessoas, de Nir Baram
9 de abril de 2015 0
Os grandes totalitarismos do século XX, o stalinismo e o nazismo, continuam temas inesgotáveis para a literatura. É com um misto de horror e fascínio que os leitores consomem cada vez mais livros sobre o período, tentando entender como tudo aquilo aconteceu – e também tentando saber como era viver naqueles dias sombrios em que […]
Leia mais +
Lançamentos de rap – resenhas escritas em 2008
Música
Lançamentos de rap – resenhas escritas em 2008
9 de abril de 2015 0
O rap americano é um universo à parte, vastíssimo e multifacetado – o que costuma chegar até nós (Snoop, 50 Cent, Eminem) é apenas uma pontinha do iceberg. É, portanto, mais do que louvável a iniciativa da Sum Records em lançar um pacote de discos no estilo praticamente desconhecidos por aqui.
Leia mais +
Meus filmes preferidos (textos escritos em 2006)
Cinema
Meus filmes preferidos (textos escritos em 2006)
8 de abril de 2015 0
Vigésimo lugar: Viagem à Itália, de Roberto Rossellini (1953) Casal de ingleses passa uma temporada em Nápoles, enquanto o seu casamento passa por dificuldades. Nas mãos de Bergman este seria um filme extremamente intenso. Nas mãos de Rossellini, a dramaticidade fica reduzida a um mínimo necessário. E a coisa funciona – e bem.
Leia mais +
Pensamentos estranhos
Impressões
Pensamentos estranhos
7 de abril de 2015 0
Quando Morrissey disse: “Have courage. Have courage because we’re not finished yet. We’re not finished yet. Have courage, because we’re not finished yet. Courage… Finished… Yet!” eu finalmente acreditei. (Texto escrito em 2004)
Leia mais +