Rimbaud

Cidades (I) – tradução de Rimbaud
Traduções
Cidades (I) – tradução de Rimbaud
20 de Maio de 2015 at 12:09 0
A acrópole oficial extrapola as concepções mais colossais da barbárie moderna. Impossível exprimir o dia embaçado produzido por este céu inalteravelmente cinza, o brilho imperial das construções, e a neve eterna do chão. Foram reproduzidas num gosto de enormidade singular todas as maravilhas clássicas da arquitetura. (mais…)
Leia mais +
“Realeza” & “Democracia”, de Jean Arthur Rimbaud
Traduções
“Realeza” & “Democracia”, de Jean Arthur Rimbaud
20 de Abril de 2015 at 20:45 0
Realeza Numa bela manhã, numa terra de um povo muito gentil, um homem e mulher magníficos gritavam em praça pública. "Meus amigos, eu quero que ela seja rainha!" "Eu quero ser rainha!" Ela ria e tremia. Ele falava aos amigos de revelação, de prova superada. Eles desfaleciam, um contra o outro. (mais…)
Leia mais +