literatura erótica

“La Peur du Noir”, de Françoise Rey
Literatura
“La Peur du Noir”, de Françoise Rey
14 de novembro de 2016 at 21:06 0
Já no início "La Peur du Noir" (o medo do escuro), de Françoise Rey (Livrior, 222 páginas), ocorre um acidente grave com uma moça grávida, Claire. O filho é retirado da barriga dela com vida, mas corre o risco sério de perder a visão. O pai, Roland, fica desesperado e cria uma tática patética para tentar encarar o fato terrível: tenta viver como cego, pelo menos enquanto sua mulher está se restabelecendo na UTI. A sua sogra, mãe de Claire, tenta consolar o genro e os dois acabam tendo um tórrido caso de amor, com ele sempre se fingindo de cego. (mais…)
Leia mais +
“Flossie, a Vênus de Quinze Anos”, atribuído a Algernon Charles Swinburne
Literatura
“Flossie, a Vênus de Quinze Anos”, atribuído a Algernon Charles Swinburne
14 de setembro de 2016 at 23:13 0
É complicado analisar um livro pornográfico como “Flossie, a Vênus de Quinze Anos”, publicado anonimamente em 1897 e atribuído ao poeta inglês Algernon Charles Swinburne. A complicação está na idade da Flossie apresentada no título: como já deu para perceber, este pequeno romance de 108 páginas publicado no Brasil pela Editora Hedra conta as peripécias sexuais de uma adolescente. Bem, Flossie é uma órfã riquíssima que tem em Miss Eva Letchford uma tutora carinhosa de pouco mais de trinta anos. Logo no início do livro Flossie cai de amores pelo adulto Jack Archer, o narrador, e pede para Miss Letchford enviar-lhe uma carta convidando-o para a sua casa. A adolescente, que, embora ainda virgem, já tinha tido várias brincadeiras sensuais com suas amigas e amigos no colégio, rapidamente começa suas aventuras com Archer. O restante do livro apresenta, de maneira leve e divertida, tanto as experiências sexuais dos três personagens do livro entre si (todas as combinações possíveis são experimentadas e apreciadas) como as lembranças das aventuras anteriores de Flossie. Como Miss Letchford tinha pedido à adolescente para que esta continuasse virgem, ela só tem uma relação sexual completa – com Archer, como poderia se esperar - no final do livro. (mais…)
Leia mais +
“La verrue”, de Françoise Rey
Literatura
“La verrue”, de Françoise Rey
15 de maio de 2016 at 22:14 0
“La verrue” (a verruga), de Françoise Rey, apresenta um romance dentro de outro. (mais…)
Leia mais +
“En toutes lettres”, de Françoise Rey e Marco Forlani
Literatura
“En toutes lettres”, de Françoise Rey e Marco Forlani
26 de abril de 2016 at 00:14 0
O livro “En toutes lettres” (Editora La Musardine, Paris) nasceu de uma ideia do seu editor: juntar dois escritores - uma mulher e um homem - para que criassem um romance epistolar sem que se conhecessem pessoalmente. A troca de cartas seria feita por intermédio do editor e, obviamente, cada nova carta seria escrita em resposta à anterior e o romance seria a própria correspondência. Os escritores escolhidos para a empreitada foram a autora de livros eróticos francesa Françoise Rey e o escritor, roteirista, dramaturgo e crítico de cinema Marco Forlani, também francês. (mais…)
Leia mais +
“História do olho”, de Georges Bataille
Literatura
“História do olho”, de Georges Bataille
15 de março de 2016 at 23:09 0
Georges Bataille lançou seu primeiro romance, “História do Olho”, sob o pseudônimo de “Lord Auch” - e as primeiras edições em que seu nome aparece na capa foram póstumas. Não é para menos: o livro é profundamente obsceno e o funcionário público Georges Bataille se preocupava com sua imagem profissional. (mais…)
Leia mais +
“La gourgandine” e “Lettres à la Novice”, de Françoise Rey
Literatura
“La gourgandine” e “Lettres à la Novice”, de Françoise Rey
6 de março de 2016 at 23:24 0
Um dos melhores livros eróticos que já li é “Femme de papier” (Mulher de papel), de Françoise Rey. O primeiro livro da autora francesa se compõe de uma série de cartas que ela escreve para seu amante – intensas, apaixonadas, e profundamente eróticas. Depois deste, gostei muito de “Souvenirs lamentables” (Lembranças lamentáveis), em que a autora conta todos os seus casos sexuais que não deram certo. Já de “Marcel Facteur”, a história de um romance de uma mulher de bom nível intelectual com um carteiro meio ignorante, não me pareceu muito interessante. (mais…)
Leia mais +
“Tampa”, de Alissa Nutting
Literatura
“Tampa”, de Alissa Nutting
21 de dezembro de 2015 at 01:51 0
Livremente baseado na história de Debra Lafave, uma bonita professora americana que foi condenada por manter relações sexuais com um aluno de 14 anos em 2006, “Tampa”, de Alissa Nutting, foi descrito como o “livro mais repugnante e controverso do verão” de 2013. Não é para tanto, mas a definição faz algum sentido. O romance conta a história da professora Celeste Price, de 26 anos. Ela é casada com um policial que, por ser de família rica, consegue lhe dar um excelente padrão de vida; e ela só está com ele por causa do dinheiro mesmo. Fazer sexo com ele a repugna e quando o tempo entre uma relação sexual e outra se alonga muito ela acaba cedendo – mas só depois de muita bebida e tranquilizantes. O que Celeste Price gosta mesmo é de garotos no início da adolescência. A descrição da atração que ela sente pelo seu aluno Jack Patrick mostra bem o que ela sente em relação a rapazes nesta idade: (mais…)
Leia mais +
Tudo que pensei mas não falei na noite passada, de Anna P.
Literatura
Tudo que pensei mas não falei na noite passada, de Anna P.
19 de novembro de 2015 at 02:55 0
A primeira parte do livro "Tudo que pensei mas não falei na noite passada", de Anna P., chamada "A conquista de si", fala só de sexo (mais…)
Leia mais +