Na janela em flores voltam a sombra do campanário

E ouro. A fronte em chamas se apaga em quietude e silêncio.

Uma fonte escolhe no escuro dos castanheiros –

Você sente então: como é bom! em doloroso cansaço.

 

O mercado se esvazia dos frutos do verão, das guirlandas.

O escuro esplendor das fachadas nos acalma.

Em um jardim ressoam os acordes de um jogo tenro,

Onde amigos, depois da refeição, se encontram.

 

A alma escuta com prazer os cantos do mágico branco.

Ao redor sibila o trigo que os ceifeiros cortaram no meio-dia.

Paciente, a rude vida se cala nos barracos;

O lampião do estábulo ilumina o doce sono sono das vacas.

 

Bêbadas de brisa, se abaixam logo as pálpebras

Que se abrem baixinho diante dos signos estelares desconhecidos.

De velhos carvalhos Endymion surge do escuro

E se inclina sobre águas enlutadas.

 

(Musa da noite, de Georg Trakl – traduzido da versão francesa de Jacques Legrand)

Musa da noite, de Georg Trakl
Nick Drake
Música
Nick Drake
1 de Abril de 2015 0
Paulo Francis, por ter falado da corrupção da Petrobras no começo dos anos 1990, tem sido bastante lembrado ultimamente. Vou falar de outra lembrança que tenho dele: reconheço que me incomodava, naquele tempo, quando Francis batia sem dó na música pop. Ele dizia que isto não era arte, que nada sobreviveria. E eu ficava me questionando se ele não teria mesmo razão. (mais…)
Leia mais +
Engenharia
Geração de vazões diárias II: Preservação da forma dos hidrogramas em grandes bacias
31 de Março de 2015 0

Clicando no botão você pode baixar o artigo Geração de vazões diárias II: Preservação da forma dos hidrogramas em grandes bacias, apresentado no XVII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos (São Paulo, 2007), que escrevi com Eloy Kaviski.

Leia mais +
Aritmética, de Fernanda Young
Literatura
Aritmética, de Fernanda Young
30 de Março de 2015 0
Fernanda Young ficou tristemente célebre depois de algumas declarações bombásticas no programa Saia Justa, do canal de TV a cabo GNT. Por isso, muitos a chamam de, simplesmente, idiota. (mais…)
Leia mais +
Travessuras da menina má, de Mario Vargas Llosa
Literatura
Travessuras da menina má, de Mario Vargas Llosa
29 de Março de 2015 0
Em um bairro rico da cidade peruana de Miraflores duas chilenas surgem movimentando a vida social dos jovens. Lily tinha cerca de 15 anos, enquanto sua irmã Lucy tinha uns dois anos a menos. Segundo Ricardo Samacurcio, o personagem que narra em primeira pessoa o extraordinário Travessuras da menina má, do escritor peruano Mario Vargas Llosa (Alfaguara, 303 páginas), "o adjetivo marcante parecia ter sido inventado para elas, mas, sem deixar de sê-lo, Lucy era menos marcante que a irmã, não só porque seu cabelo era menos louro e mais curto e se vestia com menos atrevimento que Lily, mas também porque era mais calada e, na hora de dançar, apesar de também fazer firulas e requebrar a cintura com uma audácia que nenhuma miraflorense se atreveria a assumir, parecia uma garota recatada, inibida e quase insípida em comparação com aquele pião, aquela labareda ao vento, aquele fogo-fátuo que era Lily quando, colocados os discos na vitrola, o mambo explodia e começávamos todos a dançar." (mais…)
Leia mais +
Cinco textos de Diderot
Literatura
Cinco textos de Diderot
27 de Março de 2015 0
Situados entre a discussão filosófica, o ensaio e o conto, Os dois amigos de Bourbonne, Reunião de um pai com seus filhos, Sobre a inconsequência da opinião pública, Meu pai e eu e Carta a meu irmão são ótimos textos curtos de Denis Diderot. (mais…)
Leia mais +
Textos curtos sobre black metal
Música
Textos curtos sobre black metal
27 de Março de 2015 0
Xasthur: Telepathic with the deceased telephatic O Xasthur é uma one-man-band americana de black metal especialista em criar climas soturnos. A maioria de suas músicas é lenta, a voz é longínqua, e o teclado fica atrás dos outros instrumentos, dando uma atmosfera ainda mais sombria à coisa. Telephatic with deceased é provavelmente meu disco preferido da banda, e a música-título é uma das melhores gravações que já ouvi no gênero. (mais…)
Leia mais +
Conselhos que José de San Martín deu a sua filha Merceditas
Viagem
Conselhos que José de San Martín deu a sua filha Merceditas
26 de Março de 2015 0
1. Humanizar el carácter y hacerlo sensible aún con los insectos que nos perjudican. Sternn 10 ha dicho a una mosca abriéndole la ventana para que saliese: «Anda, pobre animal, el mundo es demasiado grande para nosotros dos». 2. Inspirarle amor a la verdad y odio a la mentira. 3. Inspirarle una gran confianza y amistad, pero unida al respeto. 4. Estimular en Mercedes la caridad con los pobres. 5. Respeto sobre la propiedad ajena. 6. Acostumbrarla a guardar un secreto. 7. Inspirarle sentimientos de indulgencia hacia todas las religiones. 8. Dulzura con los criados, pobres y viejos. 9. Que hable poco y lo preciso. 10. Acostumbrarla a estar formal en la mesa. 11. Amor al aseo y desprecio al lujo. 12. Inspirarle amor por la Patria y por la Libertad. (mais…)
Leia mais +