Juvenília, de Charlotte Brontë
Literatura
Juvenília, de Charlotte Brontë
11 de março de 2015 0
Um dos melhores prefácios que já li é aquele escrito por George Orwell para Viagens de Gulliver, romance de Jonathan Swift. O surpreendente neste prefácio é que Orwell, tão fã do livro de Swift que o leu umas doze vezes, fala mal do romance que prefacia. Conta vários defeitos do autor, seus preconceitos e manias, mas acaba se rendendo ao gênio de Swift. (mais…)
Leia mais +
Bem-vindo ao clube, de Jonathan Coe
Literatura
Bem-vindo ao clube, de Jonathan Coe
11 de março de 2015 1
Não é exagero dizer que a década de 70 na Inglaterra é o personagem principal de Bem-vindo ao clube, de Jonathan Coe (Editora Record, 496 páginas). Contando as histórias de alguns estudantes – e alguns de seus pais – vivendo na cidade de Birmingham entre os anos de 1973 e 1979, o autor traça um bem-sucedido painel de uma época. (mais…)
Leia mais +
Narrativas do espólio
Literatura
Narrativas do espólio
10 de março de 2015 0
"Ah", disse o rato, "o mundo torna-se cada vez mais estreito. A princípio era tão vasto que me dava medo, eu continuava correndo e me sentia feliz com o fato de que finalmente via à distância, à direita e à esquerda, as paredes, mas essas longas paredes convergem tão depressa uma para a outra, que já estou no último quarto e lá no canto fica a ratoeira para a qual eu corro". - "Você só precisa mudar de direção", disse o gato, e devorou-o.
(mais…)
Leia mais +
Comentários esparsos sobre As Bacantes, de Eurípedes
Literatura
Comentários esparsos sobre As Bacantes, de Eurípedes
10 de março de 2015 0
Se chegássemos na Grécia Antiga e nos fosse possível entender exatamente o que os gregos diziam, o que ouviríamos? Que tipo de expressão estranha aos nossos ouvidos uma tradução literal do grego nos permitiria? (mais…)
Leia mais +
Duas atrizes
Cinema
Duas atrizes
9 de março de 2015 0
I - A Berma Era enorme a expectativa do Narrador ao assistir a Berma pela primeira vez. Como tinha saúde frágil, seu médico tinha proibido a sua ida ao teatro - esta proibição acabou quando o influente embaixador M. de Norpois recomendou que ele fosse assistir a Berma interpretando Fedra, a peça clássica de Racine. O Narrador, esclareçamos agora, é quem conta a história em primeira pessoa no romance “Em Busca do Tempo Perdido”: ele é comumente chamado assim porque  praticamente não se nomeia durante o livro, uma das obras-primas da literatura universal. O Narrador, importante ressaltar, é grandemente baseado no próprio autor da obra, de forte conotação autobiográfica, Marcel Proust. (mais…)
Leia mais +
Limite, de Saulo Pereira de Mello
Cinema
Limite, de Saulo Pereira de Mello
5 de março de 2015 0
Saulo Pereira de Mello estudou física e filosofia e é, junto como Plínio Süssekind da Rocha, um dos responsáveis por ainda podermos assistir aquele que é considerado o maior filme brasileiro de todos os tempos. A dramática restauração de Limite é contada por Emil de Castro na biografia do diretor Mário Peixoto (*): (mais…)
Leia mais +