Traduções

Tradução: “Os Dois Amigos de Bourbonne”, por Denis Diderot
Traduções
Tradução: “Os Dois Amigos de Bourbonne”, por Denis Diderot
13 de Janeiro de 2016 at 11:31 0
Havia aqui dois homens, que poderiam ser chamados Orestes e Pílades (1) de Bourbonne. (mais…)
Leia mais +
Drudkh e Hate Forest: traduções de textos (feitas em 2006)
Música, Traduções
Drudkh e Hate Forest: traduções de textos (feitas em 2006)
28 de junho de 2015 at 07:34 0
Roman Saenko é um ucraniano responsável por duas das minhas bandas de metal extremo preferidas: Drudkh e Hate Forest. É difícil achar qualquer coisa sobre ele na internet - mesmo fotos são raríssimas. Para matar minha própria curiosidade a respeito do assunto, traduzi os dois textos abaixo sobre suas bandas, obtidos no site francês Metalorgie. (mais…)
Leia mais +

Uma fonte canta. As nuvens estão, / Suaves e brancas, na claridade do azul. / Pensativos, silenciosos, homens e mulheres / Atravessam, através da noite, o velho parque. // O mármore dos avôs ficou grisalho. / Um voo de migradores foge para os lugares longínquos. /  Um fauno observa, através de seus olhos mortos / As sombras deslizando pelas trevas. // As folhas tombam, vermelhas da velha árvore, / Entram rodopiando pela janela aberta. / O reflexo de uma chama estoura na peça, / Pintada de pesadelos perturbadores. // Um estrangeiro branco entra na residência. / Um cachorro salta pelos corredores antigos. / A serva assopra uma lâmpada, / O ouvido escuta a noite dos acordes de sonata.

(Música para Mirabell, de Georg Trakl – traduzido da versão francesa de Jacques Legrand)

Música para Mirabell, de Georg Trakl
Cidades (I) – tradução de Rimbaud
Traduções
Cidades (I) – tradução de Rimbaud
20 de Maio de 2015 at 12:09 0
A acrópole oficial extrapola as concepções mais colossais da barbárie moderna. Impossível exprimir o dia embaçado produzido por este céu inalteravelmente cinza, o brilho imperial das construções, e a neve eterna do chão. Foram reproduzidas num gosto de enormidade singular todas as maravilhas clássicas da arquitetura. (mais…)
Leia mais +
A bela cidade e Rondó, de Georg Trakl
Traduções
A bela cidade e Rondó, de Georg Trakl
24 de Abril de 2015 at 02:39 0
A bela cidade  Velhos lugares no sol e no silêncio. Profundamente entrelaçados de ouro e de azul, Sonhadoras se apressam doces freiras Sob as faias pesadas de silêncio. (mais…)
Leia mais +
“Realeza” & “Democracia”, de Jean Arthur Rimbaud
Traduções
“Realeza” & “Democracia”, de Jean Arthur Rimbaud
20 de Abril de 2015 at 20:45 0
Realeza Numa bela manhã, numa terra de um povo muito gentil, um homem e mulher magníficos gritavam em praça pública. "Meus amigos, eu quero que ela seja rainha!" "Eu quero ser rainha!" Ela ria e tremia. Ele falava aos amigos de revelação, de prova superada. Eles desfaleciam, um contra o outro. (mais…)
Leia mais +